Saiba quem e como recebe o auxílio nesta quinta-feira (16)

A Caixa Econômica Federal paga nesta quinta-feira (16) mais um lote do auxílio emergencial em virtude do coronavírus, brasileiros em três situações recebem ou começam a receber.

TEM CADASTRO ÚNICO, NÃO RECEBE O BOLSA FAMÍLIA E NÃO TEM CONTA:

Quem tem o Cadastro Único (CadÚnico), não recebe o Bolsa Família, não tem conta no Banco do Brasil ou na Caixa e nasceu em abril, maio, junho, julho ou agosto irá receber o auxílio.

É importante lembrar que por enquanto não será permito sacar o valor, neste caso o governo abriu automaticamente uma conta digital para essas pessoas.

Para acessar essa conta digital basta baixar o aplicativo “CAIXA Tem” que foi modificado e será usado exclusivamente para o auxílio emergencial, através dele será possível fazer pagamentos e transferências sem custos.

BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA:

Os beneficiários do Bolsa Família começam a receber o auxílio nesta quinta-feira, iniciando pelo pagamento daqueles que tem o NIS com o digito final 1.

O pagamento será pelo mesmo sistema em que cada beneficiário recebe atualmente, por exemplo, quem recebe o benefício através do cartão exclusivo do Bolsa Família (amarelinho) receberá o auxílio através dele, quem recebe o Bolsa Família em conta poupança receberá o auxílio nessa mesma conta.

NÃO TEM CADÚNICO E FEZ A SOLICITAÇÃO ATRAVÉS DO SITE OU APLICATIVO:

Aqueles que não tem o Cadastro Único e fizeram a solicitação do auxílio através do site ou aplicativo disponibilizados pela Caixa e Governo Federal começariam a receber nesta quinta, mas a Caixa adiou mais uma vez o prazo, que agora está previsto para sexta-feira (17).

É importante ressaltar que o pagamento cairá em até 05 dias úteis após a aprovação da solicitação, então quem já teve o benefício aprovado na segunda (13), terça (14) ou quarta-feira (15) não necessariamente irá receber nesta sexta-feira.

Aqueles que ainda estão com a solicitação com o status “em análise” devem aguardar a finalização e não adianta ir até às agências da Caixa Econômica, pois a análise é realizada pelo Ministério da Cidadania com as informações fornecidas pelo Dataprev.