Presidente do Sinmed diz que médicos estão “fugindo” de Extremoz

Na noite da última terça-feira (7/7) o Sinmed (Sindicato dos Médicos do RN) realizou uma reunião com os médicos de Extremoz onde foram expostos problemas na área da saúde, enfrentados tanto no município de Extremoz, quanto em outros menores.

Durante a reunião o presidente do sindicato citou os motivos que estão fazendo com que médicos “fujam” do município, entre eles: a falta de equipamentos e profissionais, principalmente médicos, baixos salários, inexistência de contratos e condições de trabalho inadequadas.

Ainda segundo fala do Geraldo Ferreira, presidente do Sinmed, existe uma falta de respeito com os médicos “o médico adoece cortasse o plantão dele, ele não recebe, tudo isso é absurdo” concluiu Geraldo Ferreira.

Outros problemas na rede de saúde foram apontados, como respiradores inadequados, raio-x quebrado, falta de gasometria, dias em que a escala não tem médico, mesmo com 12 leitos de enfermaria e dois leitos intensivos com respiradores ocupados.

Tentamos entrar em contato com o Café Filho para confirmar se o atendimento está normal no hospital, mas até o fechamento desta matéria nossas ligações não foram atendidas.