Portal Extremoz aciona Ministério Público devido a falta de iluminação pública

O Portal Extremoz registrou nessa terça-feira (04) uma manifestação junto ao Ministério Público contra a Prefeitura de Extremoz.

A denúncia foi registrada na Comarca do município em virtude das várias reclamações de moradores devido ao problema da falta de iluminação.

Salientamos ao MP que além de ferir um direito básico do cidadão, que paga taxa de iluminação, ainda facilita a ação de bandidos, gerando insegurança.

Enviamos ainda links de matérias relacionadas ao tema que foram publicadas aqui, o Ministério Público instaurou uma Notícia de Fato para apurar a situação.

O problema já era recorrente mas se agravou após a suspensão do contrato com a empresa que realizava a manutenção da iluminação no município, para quem não lembra em dezembro de 2019 a empresa, o prefeito Joaz Oliveira e mais oito pessoas tiveram os bens bloqueados por ordem judicial.

Até agora não houve licitação para contratação de uma nova empresa que execute o serviço, ou a contratação de funcionários, deixando várias ruas no “breu” com lâmpadas queimadas.

Apesar de não ser comum um meio de comunicação registrar uma manifestação contra o município por algo do tipo, o Portal Extremoz decidiu por acionar o Ministério Público em virtude do grande número de denúncias recebidas pelas redes sociais.

É notório que desde dezembro o serviço de manutenção da iluminação pública não é realizado e não é justo que a população pague o preço de não receber o serviço, quando já está pagando mensalmente em suas contas de energia a taxa de iluminação pública.

Nos vimos obrigados a tomar alguma providência, pois diariamente recebemos fotos de ruas que estão com as lâmpadas dos postes apagadas, trazendo principalmente insegurança aos moradores.

-Portal Extremoz.