Moradores relatam série de problemas nos alternativos do Central Parque Clube

Os moradores do bairro Central Parque Clube e bairros vizinhos estão enfrentando sérios problemas ao utilizarem os alternativos, principalmente na Linha C que faz parte da cooperativa Cooptanorte.

O Portal Extremoz recebeu uma série de relatos sobre os problemas, entre eles estão a lentidão e o excesso de velocidade, segundo moradores ao sair do Central Parque Clube os alternativos trafegam a menos de 15km/h.

Os moradores relataram que em alguns dias eles demoram mais de 30 minutos para chegarem até a Estátua do Grude, fazendo que os passageiros se atrasem, ou se quiserem chegar no horário saiam muito mais cedo de casa.

A situação só muda quando eles percebem a aproximação de alternativos ou ônibus de outra empresa, aí os motoristas aceleram, até demais, chegando até a cometer infrações de trânsito para poder passar na frente dos concorrentes.

Moradores relataram ainda que outro problema é a falta de educação e grosseria com que os passageiros são tratados pelos motoristas e cobradores, alguns afirmaram que preferem esperar um ônibus ao pegar os alternativos pois já foram maltratados.

Esses são só alguns dos vários relatos que recebemos, mas os moradores que passam todo dia por essa situação sabem quais são todos os outros e o que resta é aguardar empatia e um melhor treinamento dos cobradores e motoristas, além de providências da Secretaria de Transportes de Extremoz.