Moradores relatam dificuldades para conseguir atendimento médico em Extremoz

Durante toda semana o Portal Extremoz recebeu uma série de denúncias de moradores relatando a dificuldade de conseguir atendimento em UBSs (Unidades Básicas de Saúde) de Extremoz.

Entre os principais problemas relatados pela população está a dificuldade de encontrar vacinas para crianças em postos de saúde e conseguir atendimento clínico geral.

Recebemos informações de uma moradora que foi mordida por uma gata há mais de uma semana, a perna ficou inchada e até o momento não conseguiu ser atendida pelo sistema público de saúde do município.

Segundo informações ela procurou o Hospital Café Filho, que redirecionou para uma UBS que fica localizada no Estrela do Mar, chegando lá não conseguiu ser atendida por que foi informada que a médica só atenderia dez pessoas e já havia bem mais na fila de triagem.

Em seguida ela procurou a UBS do Jardins de Extremoz e lá foi informada que não seria possível realizar o atendimento, pois não havia médico. Outros moradores relataram a demora no tempo de espera e também mencionaram que as dificuldades enfrentadas pelos profissionais de saúde do município são notórias.

Também recebemos relatos de mães que procuram vacinas para seus filhos, mas não estão conseguindo, pois nas unidades próximas as residências não dispõem de vacinas e para encontrar é necessário peregrinar com crianças.

Desde o início da pandemia do coronavírus o Hospital Café Filho que atendia algumas ocorrências médicas de urgência e emergência passou a atender apenas casos de covid-19.

Tentamos entrar em contato com a nova secretária de Saúde do município para buscar esclarecimentos, mas o telefone que foi disponibilizado para entrar em contato com a Secretaria Municipal de Saúde não funciona.