Justiça suspende tarifa diferenciada nos transportes urbanos de Natal

Greve atrapalhou os trabalhadores de Natal na manhã de hoje

Uma decisão judicial proferida em sede de Ação Civil Pública formulada pela DPE/RN (Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte) determinou a suspensão da dupla tarifa cobrada pelas empresas de transportes de Natal.

O Decreto Municipal nº 11.733/2019 estabeleceu que fosse cobrada uma tarifa de R$ 3,90 para usuários do cartão eletrônico e R$ 4 para pagamento em espécie, mas a decisão suspendeu parcialmente o decreto e determina que seja cobrado o valor R$ 3,90, seja para pagamento em espécie ou por meio de cartão eletrônico.

Segundo a Defensoria Pública “A cobrança de valores de tarifas diferenciados só se justificaria se existissem veículos da frota de transporte coletivo, com características técnicas próprias e com custos específicos, a exemplo do que ocorre, em outras Capitais do país, em que existe, por exemplo, a disponibilização de ar condicionado

O Juiz da da 6ª Vara da Fazenda Pública de Natal determinou ainda que fosse restabelecido o direito à tarifa social em feriados, independentemente de ser pago em espécie ou por meio de cartão eletrônico.