Natural de Lajes-RN, Seu Nivaldo, escolheu a cidade de Extremoz como lar. Encontrou no ciclismo um estilo de vida que promove prazer e ao mesmo tempo cuidar da saúde. Com o objetivo de deixar de lado o comodismo e o sedentarismo a meta é a de envelhecer com mais saúde e qualidade de vida. Completando 64 anos de idade esse ano, afirma que está na melhor idade e que as amizades feitas graças a prática do ciclismo servem de combustível e motivação para não deixar o corpo parado.

Alega que prefere pedalar pela zona rural para apreciar e curti as paisagens e as belezas naturais. Com sua Bicicleta (chamada carinhosamente de “Jeniffer”) já conheceu dezenas de cidades pelo interior potiguar. Atualmente pedala por semana em torno de 200km, faça chuva ou faça sol e diz que não pretende parar. Nivaldo, afirma que a vida depois do seu encontro com a Bike ficou mais colorida e feliz. A prática esportiva ajuda a enfrentar os desafios do dia a dia com mais serenidade e leveza de espírito, comenta. Hoje, aposentado do ramo da construção civil pode se dedicar mais ao esporte que tanto ama.

Segundo publicação do periódico “Terceira Via” o sedentarismo é considerado uma doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Tendo impacto maior a partir dos 60 anos. “O envelhecimento é um processo natural, mas é preciso se preparar com antecedência”, afirma Rogério Montes, especialista em medicina esportiva de uma universidade particular de Campos. Segundo o especialista, o corpo começa a perder o vigor a partir dos 30 anos. Entre os 50 e 60 anos, a perda de massa muscular é acentuada, principalmente nos membros inferiores, afetando as articulações e o equilíbrio. A atividade física nessa faixa etária fortalece o sistema cardiovascular e combate a osteoporose. “Praticar exercícios é como fazer uma ‘poupança’ da saúde do corpo”, diz.

Conhecido e muito respeitado por vários grupos de pedal, Nivaldo é considerado por muitos, a cara do ciclismo em Extremoz, exemplo de humildade, companheirismo, garra e determinação. Sempre disposto a ajudar e não deixar ninguém para trás, foi assim que colecionou diversas amizades nos últimos anos por onde passou.  Inspirando muitos de diversas faixas etárias à prática do ciclismo se tornou uma referência na terra do grude.  Que seu Nivaldo pedale ainda por muitos anos.

WP Post Author

Sobre o autor

By Leandro Soares

Professor da Rede Estadual de Educação. Graduado em História e Filosofia pela UFRN. Mestrado em Filosofia Política, Pós-Graduado em Ensino de Filosofia e Literatura pelo IFRN.