Em virtude do coronavírus IBGE faz pesquisa por telefone e pede colaboração dos potiguares, entenda como é feita a abordagem

Em virtude da pandemia do coronavírus o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)  passou a realizar a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, que geralmente é feita de forma domiciliar, por telefone.

A pesquisa é feita em 94 municípios do Rio Grande do Norte e tem como objetivo medir o trabalho formal e informal no Brasil, além de coletar dados que envolvem aspectos como renda, condições de moradia e educação.

Como os entrevistadores estão enfrentando dificuldade, pois muitas pessoas não estão atendendo as ligações do IBGE ou se recusando a prestar informações por telefone, foi implantado um novo método de abordagem para oferecer mais segurança às famílias pesquisadas.

Desde a última quarta-feira (22) o Instituto começou a enviar cartas com o nome do entrevistador(a), o número de telefone de contato e mensagem explicativa ao(a) morador(a) responsável pela residência selecionada.

A carta comunicará também como o morador(a) poderá marcar dia e horário da entrevista. Mesmo se o morador(a) não fizer o agendamento, ele(a) receberá a ligação do entrevistador(a), inclusive nos fins de semana e feriados.

Ainda assim, “se o morador se recusar a responder, outras pessoas, que não o entrevistador, ligarão para saber o porquê da recusa e perguntar sobre a abordagem”, explicou Pablo Carlos, coordenador estadual da PNAD Contínua no RN.

As pesquisas do IBGE são uns dos mais importantes instrumentos para guiar as políticas públicas no Brasil. São elas que mostram os 635 mil trabalhadores informais no mercado potiguar, a taxa de desocupação de 12,3% no último trimestre de 2019 e o crescimento de 4,6% no volume dos serviços do RN em
fevereiro de 2020 frente a fevereiro de 2019.

Vale lembrar que por força de lei (5.534/68), toda pessoa física e jurídica deve prestar informações ao IBGE se solicitadas. Também por garantia legal, as informações individualizadas permanecem sob sigilo.

Para saber se a ligação é realmente do IBGE basta entrar em contato através do número 0800 721 8181 e checar se quem está ligando para você realmente trabalha no Instituto.

Outra maneira é acessar o site www.respondendo.ibge.gov.br e inserir dados do entrevistador(a), como o nome completo, na área de busca. No caso do telefone o atendimento é de 2a a 6a feira – das 8h às 18h. Sábados, domingos e feriados – das 10h às 14h.