fbpx

Em represália, Prefeitura de Extremoz não paga cachê de artista

Um assunto polêmico está movimentando os grupos de Facebook e Whatsapp desde o inicio desse fim  de semana, a polêmica envolve a Prefeitura Municipal de Extremoz e o cantor Emanuel Sales, de Pitangui. O artista Emanuel Sales foi contratado para cantar no último dia 29 de Junho no evento “Extremoz Junino” promovido  pela Prefeitura de Extremoz.

O evento ocorreu na Praia de Pitangui, que contou também com apresentação de grupos juninos e da banda Circuito Musical. Segundo pessoas que estavam presentes no evento, Emanuel Sales durante sua apresentação mandou um “alô” para o vereador Eduardo Motta (que é um dos mais cotados para se candidatar a prefeito em 2020) e por isso a atual gestão do município não ficou nada satisfeita, inclusive segundo conversas em grupos do Whatsapp o microfone do artista foi cortado quando citou o nome do vereador.

PRINT DA CONVERSA DE UM GRUPO DO WHATSAPP

Como forma de represália sobre a atitude de Emanuel Sales a Prefeitura de Extremoz não pagou o cachê combinado com o artista, no Facebook pessoas compartilham imagens perguntando quem irá  pagar o cachê da banda, além disso afirmam que Luiz Thiago (Presidente do sindbuggy e secretário adjunto de turismo e eventos) bloqueou o músico no Whatsapp.