Delegacia Virtual registrou quase 12 mil B.Os entre março e maio no RN, maioria dos registros foi por perda de documentos

Polícia Civil divulgou, na manhã desta segunda-feira (18), que os cidadãos registraram 11.787 boletins de ocorrências na plataforma da Delegacia Virtual da instituição, desde março deste ano.

Todos os registros foram feitos através do serviço virtual disponível no site da instituição, após a possibilidade de ampliação de registros de diversos crimes, com a publicação da portaria nº 066/2020-GDG/PCRN de 19/03/2020.

“A disponibilização do serviço da Delegacia Virtual é um instrumento que oferece ao cidadão a facilidade de fazer os seus registros sem sair de casa, evitando possíveis contágios com a covid-19. Além disso, essa tecnologia permite uma otimização de recursos materiais e humanos da Polícia Civil do RN, gerando também uma agilidade na comunicação do crime”, destacou a delegada-geral Ana Cláudia Saraiva.

Dos quase 12 mil registros, 1.532 registros foram efetivados em março, 6.562 em abril e até a última sexta-feira (16) de maio, foram 3.693. “Ressaltamos que houve um aumento significativo entre os meses de março e abril devido à ampliação da Delegacia Virtual”, comentou a delegada-geral.

Do quantitativo total de registros, os cinco maiores foram os de perda de documentos (4.578), furtos (1.895), roubo (829), acidente de trânsito (773) e fraude (520). Em termos percentuais, perda de documentos alcançou o patamar de 38,84% do total de registros.

Também foram registrados os demais crimes: estelionato (487), ameaça (468), comunicação (206), calúnia (179), dano e difamação (174 cada), apropriação indébita (153), estelionato – compra de mercadoria (120).

Invasão de propriedade (108), clonagem de placa de veículos (101), crimes contra o consumidor (91), falsidade ideológica (76), perturbação do sossego (72), extorsão via telefone (66), injúria (56), lesão corporal (48).

Constrangimento (45), desaparecimento de homem (36), falsificação de documento (36), desobediência a decisão judicial (35), violação de domicílio (34), perigo a vida e saúde de outrem (24), vandalismo (24).

Acidente de trabalho com dano (23), dano causado por fenômeno naturais (22), esbulho possessório (22), adulteração (20), desacato (20), denunciação caluniosa (19), furto a bancos (19), crueldade contra animais (18), vias de fato (17) e outros crimes com menores contabilizações.

O Portal Extremoz disponibiliza uma página exclusiva, com vários links, telefones e endereços úteis, inclusive o link da Delegacia Virtual, clique aqui para acessar.