Bolsonaro inclui salões de beleza, barbearias e academias como atividades essenciais

O presidente Jair Bolsonaro, por meio de decreto publicado na edição extra do DOU (Diário Oficial da União), realizou a inclusão de academias de ginástica, salões de beleza e barbearias como atividades essenciais.

O decreto ressalta que todas elas, assim com as demais que são consideras essenciais durante a pandemia do coronavírus, devem obedecer às normas e orientações do Ministério da Saúde.

“Saúde é vida. Academias, salões de beleza e cabeleireiro, higiene é vida. Essas três categorias juntas ‘é’ mais de um milhão de empregos”, afirmou o presidente.

No Rio Grande do Norte desde o dia 23 de abril está permitido serviços de higiene pessoal, incluindo barbearias, cabeleireiros e manicures, mas o decreto estadual não permite abertura de academias.

Ainda de acordo com uma decisão de abril do STF (Supremo Tribunal Federal) estados e municípios podem adotar as medidas que acharem necessárias para combater o novo coronavírus, então o decreto de hoje apenas respalda a reabertura desses estabelecimentos.