Aos 85, ator Flávio Migliaccio é encontrado morto no Rio de Janeiro

Na manhã desta segunda-feira (04) o ator paulista Flávio Migliaccio foi encontrado morto no sítio onde morava em Rio Bonito, no estado do Rio de Janeiro. Ele tinha 85 anos e a morte foi confirmada pelo 35º Batalhão de Polícia Militar.

Flávio foi encontrado sem vida pela caseiro do sítio, que registrou o B.O (Boletim de Ocorrência) como suicídio, um bilhete escrito e assinado pelo ator foi encontrado, nele Migliaccio diz que “A humanidade não deu certo”.

O ator participou de mais de 30 novelas e minisséries e fez sucesso com vários personagens, como o pão-duro Moreiras, em “Rainha da Sucata” (1990), o feirante Vitinho, em “A Próxima Vítima” (1995), Fortunato, em “Passione” (2010), e o turco Chalita, da série “Tapas & Beijos” (2011).

Seu último trabalho foi na novela “Órfãos da Terra”, da TV Globo, em 2019, quando interpretou o personagem Mamede Al Aud. Ele também atuou em sucessos da TV Globo como “Êta Mundo Bom!” (2016), “Caminho das Índias” (2009) e “América” (2005).

Além de ator, ele atuou como diretor, produtor, roteirista e cartunista. Filho de um barbeiro que tocava violino, cresceu acostumado a atuar e a tocar instrumentos improvisados com os irmãos — eram 16, ao todo — nos concertos noturnos que o pai fazia para os vizinhos.

Carta deixada pelo ator:

“Me desculpem, mas não deu mais. A velhice neste país é (…) como tudo aqui, a humanidade não deu certo. A impressão que foram 85 anos jogados fora num país como este e com esse tipo de gente que acabei encontrando. Cuidem das crianças de hoje.”

Fontes: G1, REVISTA FORUM, ISTOÉ.