Motorista embriagado causa acidente de trânsito em Extremoz

Um acidente de trânsito envolvendo o vice-prefeito de Extremoz Izidoro Filho e a presidente da Câmara de Extremoz, Damares de Sales, foi registrado na noite deste sábado (31) em Extremoz.

O acidente aconteceu na Av. Coqueiros, a principal do município, em frente a praça Café Filho e foi ocasionado por um motorista visivelmente embriagado que invadiu a contramão e colidiu frontalmente com o carro em que estava Izidoro e Damares.

Ainda segundo informações de testemunhas o acidente que deixou o vice-prefeito e a presidente da Câmara feridos poderia ter sido ainda pior, pois, se não tivesse colidido com o carro teria invadido a calçada, onde havia muitas pessoas lanchando e bebendo.

Izidoro e Damares seguiam no sentido Extremoz Centro e estavam voltando de um culto de ação de graças, quando o outro veículo que seguia no sentido Natal em alta velocidade ficou desgovernado ao passar por uma lombada.

Dentro do veículo que causou o acidente havia quatro pessoas, o motorista visivelmente embriagado, um segundo homem e mais duas mulheres, uma delas também com sinais de embriagues.

A pancada entre os dois veículos foi tão forte que Damares de Sales bateu com a cabeça no para-brisa e Izidoro ficou preso às ferragens, sendo retirado posteriormente.

Uma aglomeração foi registrada logo após um acidente, pessoas que presenciaram tudo e se aproximaram para ajudar e conferir a gravidade da colisão.

A Polícia Militar isolou a área e os envolvidos no acidente foram socorridos pelo SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Izidoro e Damares ficaram conscientes durante todo tempo até a chegada do socorro, Izidoro teve diversas escoriações e ambos estão sob supervisão médica.

O motorista do veículo que causou o acidente foi detido na hora. De acordo com Artigo 306 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) é crime:

Conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência:

Penas – detenção, de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.