Extremoz e outros 43 municípios tem primeiro repasse do FMI de julho zerado

No Rio Grande do Norte 44 municípios tiveram a primeira parcela de julho do FPM (Fundo de participação dos Municípios) zeradas, o segundo semestre do ano encontram-se as maiores dificuldades no repasse do FPM.

Além de Extremoz, Afonso Bezerra, Antônio Martins, Apodi, Baraúna, Caiçara do Norte, Caicó, Caraúbas,
Felipe Guerra, Florânia, Galinhos, Governador Dix-Sept Rosado, Grossos, Guamaré, Ielmo Marinho, Ipanguaçu, Jandaira, Janduis, João Câmara, Lagoa D’Anta, Lagoa de Velhos, Martins, Mossoró, Paraná, Pedra Grande,Pedro Avelino e mais dezoito municípios tiveram o FPM zerados.

Fundo de Participação dos Municípios  é a maneira como a União repassa verbas para os municípios brasileiros, cujo percentual, dentre outros fatores, é determinado principalmente pela proporção do número de habitantes estimado anualmente pelo IBGE.

De acordo com Decreto-Lei nº 1.881, cada faixa de população determina os coeficientes de distribuição do FPM: que são variáveis em 16 faixas até o limite de Acima de 156.216 habitantes, mas – acima deste número – o coeficiente máximo torna-se fixo.